sábado, 18 de novembro de 2017

IAAF lança «World Rankings» para Doha-2019 e Tóquio-2020

Foto: Getty Images. Montagem: O Marchador
O sistema de qualificação até agora em vigor no acesso às principais competições internacionais, como foi o caso dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016 e dos Campeonatos do Mundo de Atletismo de Londres-2017, que assentava fundamentalmente na obtenção de mínimos de participação (IAAF, provas de marcha: 1.24.00, 20 km masc., 4.06.00, 50 km masc. e 1.36.00, 20 km fem.) vai ser substituído pelo denominado «Ranking Mundial» (World Rankings), a ser introduzido em 2018.

O recente anúncio pela IAAF (em 3 de Nov.) deste novo sistema, em parceria com a Elite LTD (All-Athletics), aponta o primeiro trimestre de 2018 para a conclusão de todo o processo, sendo colocado em prática para os mundiais de Doha 2019 e Jogos de Tóquio 2020.

Teremos então um posicionamento dos atletas nos rankings mundiais da IAAF de acordo com o seu desempenho, nomeadamente pela marca obtida que é convertida em pontos pela Tabela Internacional de Pontuação adotada pela IAAF, tabela criada em 1982 por Bojidar Spiriev e actualizada pelo seu filho Attila, e pela classificação obtida, também convertida em pontos em função do nível da competição.

Enquanto se aguarda pelo início do próximo ano para se conhecer em definitivo o novo sistema da IAAF, sugerimos uma consulta às regras da All-Athletics na elaboração dos seus próprios «World Rankings» para 2017 [aqui].

Grande Prémio de Alvaiázere/Légua de Marcha, este sábado

Cartaz e foto: O Alvaiazerense. Montagem: O Marchador
A vila beiroa de Alvaiázere vai acolher, no dia de hoje, o 18.º Grande Prémio de Marcha Atlética de Alvaiázere (16.ª edição da já tradicional légua local), iniciativa que, uma vez mais, é organizada pelo jornal «O Alvaiazerense» e pelo Grupo de Amigos de Casais do Vento, com a colaboração da Associação de Atletismo de Leiria. O evento realiza-se junto à Escola Dr. Manuel Ribeiro Ferreira e conta com o habitual apoio, de natureza logística, dos professores da referida instituição de ensino, o que é de louvar.

As provas serão disputadas num circuito (em piso asfaltado) de 500 metros e terão início às 15h00, com a realização das competições masculina e feminina de 1 km para benjamins. A série seguinte de partidas, quinze minutos depois, inclui a prova de 2 km para infantis e iniciados e do desporto especial. Pelas 15h50 será a vez de partirem as atletas juvenis, juniores, seniores e veteranas (F35, F40, F50) para a prova da légua. O último tiro está marcado para as 16h30, quando saírem os participantes nas provas masculinas de juvenis, juniores, seniores e veteranos (estes nos mesmos escalões das colegas), também na distância de 5 km.

António Gonçalves, treinador de jovens marchadores e o principal responsável do evento, teve de superar, uma vez mais, as dificuldades do costume em colocar na estrada o evento nesta zona do interior do país. De qualquer modo, a realização da competição assume contornos muito positivos para o desenvolvimento da marcha atlética no distrito de Leiria. O jornal "O Alvaiazerense" é um esteio fundamental para a concretização da iniciativa.

No final do evento e por ocasião do beberete que a organização do evento, como tem sido tradição, oferecerá aos participantes, serão distribuídos os prémios aos atletas melhor classificados. Parabéns, António, por colocar o evento no calendário nacional da marcha atlética, nesta fase inicial da época, felicitações extensivas a outros dois organizadores de provas de marcha, proporcionando ótimos momentos de convívio no jantar realizado após as provas – Joaquim Leitão (GD S. Domingos) e José Henriques (CA Galinheiras).

Regulamento disponível aqui.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Mais marchadores em lista de sancionados por doping

Recep Çelik, Olena Shumkina e Uladzimir Brundukou.
Fotos: Laura Taborda, AFP e U. Brundukou.
Montagem: O Marchador
A mais recente «newsletter» da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla inglesa), do passado dia 15 de Novembro, apresenta-nos uma extensa lista de nomes de atletas sancionados por violação de normas antidopagem, e ainda de 12 treinadores (11 turcos e 1 russo), sendo que nestes apenas 1 não tem suspensão vitalícia.

De entre os atletas, e no caso de marchadores, são referenciados os nomes da ucraniana Olena Shumkina, do bielorrusso Uladzimir Brundukou e do turco Recep Çelik, sendo que sobre este último é aplicado um castigo de 8 anos.

Çelik, de 34 anos de idade, em Maio de 2012 teve um controlo positivo, já do conhecimento público, que o levou a cumprir 2 anos de suspensão (até 29 de Maio de 2014). A lista da IAAF indica agora «Agosto de 2011» como a data de nova infração que o leva a uma pena de 8 anos, de 27 de Setembro de 2016 a 26 de Setembro de 2024, sendo-lhe anulados os resultados obtidos no período de 27 de Julho de 2011 (foi 25.º nos 20 km em Daegu) a 12 de Maio de 2012 (desistiu nos 20 km de Saransk).

Recorde-se que, quando em Portugal, Çelik venceu os 20.000 metros da Taça FPA em 2011 (Faro, 1.23.46,9) e, mais recentemente, em Abril de 2016, esteve no grande prémio de Rio Maior, prova que não concluiu.

Sobre Shumkina, com uma suspensão de 3 anos e 6 meses (até 7 Dez. 2019), ver a notícia publicada no blogue «O Marchador», aqui. Relativamente a Brundukou, de 27 anos de idade, teve uma anomalia fora de competição e um período de suspensão, de 6 meses, já concluído (3 de Novembro de 2016 a 2 de Maio de 2017).

A referida lista da IAAF pode ser encontrada aqui.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

«Enfield Open 7» em Lee Valley (resultados)

Grazina Narviliene e Jonathan Hobbs.
Fotos: fb de G.Narviliene e Ashford AC
Montagem: O Marchador
Jonathan Hobbs, do Ashford Athletic Club, e Grazina Narviliene, W40, agora no Cobra Running and Triathlon Club, foram os vencedores da prova de 7 milhas (cerca de 11,3 km) da 91.ª edição do Enfield Open, evento realizado no circuito em estrada de Lee Valley (11 Novembro).

Hobbs, que em agosto deste ano participou na maratona de Guernesey e que se prepara para realizar em 2018 a distância dos 50 km (disputou-a em 2014 e 2016), cortou a meta na segunda posição estabelecendo um novo recorde pessoal de 55.46, vindo posteriormente a ser declarado vencedor da prova pela desclassificação de Callum Wilkinson. O português Francisco Reis, M55, do Thames Valley Harriers, com 56.24, e David Crane, M35, do Surrey WC, com 57.52, fecharam o pódio absoluto masculino. Foram 29 os atletas que alinharam à partida.

Narviliene (antes de apelido Kiliute), internacional pela Lituânia nas Taças do Mundo (1997) e da Europa (1996 e 1998) de Marcha, foi a mais rápida registando 1.07.01, à frente de Helen Middleton, W55, Enfield H AC, com 1.09.18, a vencedora da Liga Enfield, e Maureen Noel, W50, do Belgrave H, com 1.09.58, prova que contou com 11 participantes.

Classificações
7 milhas - masculinos
1.º, Jonathan Hobbs, sénior (Ashford AC), 55.46
2.º, Francisco Reis, M55 (Thames Valley H), 56.24
3.º, David Crane, M35 (Surrey  WC), 57.52
4.º, George Wilkinson, sub-17 (Enfield H AC), 1.02.15
5.º, Graham Chapman, M60 (Headington RR), 1.02.51
6.º, Malcolm Martin, M60 (Surrey WC), 1.03.11
7.º, Trevor Jones, M60 (Steyning AC), 1.04.23
8.º, Mark Culshaw, M50 (Ilford AC), 1.06.07
9.º, Martin Fisher, M55 (Redcar RWC), 1.08.13
10.º, Stuart Bennett, M55 (Ilford AC), 1.12.21
11.º, David Kates, M65 (Ilford AC), 1.13.02
12.º, John Borgars, M70 (Loughton AC), 1.13.03
13.º, Glyn Jones, M70 (Cov.Godiva AC), 1.13.26
14.º, Dan Maskell, M65 (Surrey WC), 1.13.52
15.º, Amos Seddon, M75 (Enfield H AC), 1.15.37
16.º, Steve Cartwright, M55 (Colchester), 1.16.48
17.º, Arthur Thomson, M80 (Enfield H AC), 1.17.12
18.º, Mark Byrne, M55 (Redcar RWC), 1.17.53
19.º, Chris Flint, M70 (Surrey WC), 1.77.56
20.º, Michael Harran, M75 (Surrey WC), 1.21.06
21.º, David Hoben, M60 (Surrey WC), 1.21.54
22.º, Tom Casserley, M70 (Enfield H AC), 1.22.09
23.º, Peter Cassidy, M75 (Loughton AC), 1.23.12
24.º, Shaun Lightman, M70 (Surrey WC), 1.23.17
25.º, Tony Wilkinson, M55 (Individual), 1.23.27
26.º, Steve Kemp, M55 (EMAC), 1.23.29
27.º, Dave Ainsworth, M65 (Ilford AC), 1.39.50
28.º, Mick Barnbrook, M70 (Ilford AC), 1.39.50
Desclassificado: Callum Wilkinson, sub-23 (Enfield H AC).

7 milhas - femininos
1.ª, Grazina Narviliene, W40 (Cobra RC & Tri), 1.07.01
2.ª, Helen Middleton, W55 (Enfield H AC), 1.09.18
3.ª, Maureen Noel, W50 (Belgrave H), 1.09.58
4.ª, Melanie Peddle, W45 (Loughton AC), 1.10.00
5.ª, Noel Blatchford, W65 (Abingdon AC), 1.12.24
6.ª, Joyce Crawford, W50 (Enfield H AC), 1.13.45
7.ª, Fiona Bishop, W55 (Woking AC), 1.14.43
8.ª, Tessa Killingbeck, sénior (City of Norwich), 1.16.54
9.ª, Kim Howard, W60 (Southend AC), 1.23.29
10.ª, Sue Clements, W60 (Cambs & Col), 1.24.02
11.ª, Geraldine Legon, W55 (Bexley), 1.25.36

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Sul-americanos Master no Chile – resultados dos 10 km

Partidas das provas de 10 km no Sul-Americano Master do Chile.
Fotos: Blumarxa e Catamarcha
Montagem: O Marchador
Os Campeonatos Sul-americanos de Atletismo Master que tiveram lugar na cidade de Santiago, no Chile, ficaram concluídos no passado domingo (12).

Depois das provas de marcha de 5.000 metros em pista (dia 7), foi a vez da vertente da disciplina em estrada, sobre a distância dos 10 km (dia 9) em circuito junto ao Estádio Nacional “Julio Martínez Prádanos”, com a participação total de 81 atletas (46 masculinos e 35 femininos).

Nos masculinos, as duas primeiras posições na ordem absoluta de chegada na meta foram, de novo, para Ignacio Valdemar Jimenez (M52, Austrália, 48.49), Jose Luís Lopez Camarena (M68, México, 49.40), ambos extra-competição e os únicos a baixar da barreira dos 50 minutos, enquanto na terceira posição entrava Leandro Martin Orellano (M39, Argentina, 52.00), a liderar o contingente sul-americano, à frente de David Duque Schick (M43, Chile, 54.24) e Jerry Edson da Costa (M48, Brasil, 55.33).

Nos femininos, a ordem absoluta de chegada foi exatamente a mesma que a dos 5.000 metros até à quarta posição (e menos de 1 hora de prova), com Anita Miselina Rico, W32, do Chile, a registar 49.31, e depois, Esmeralda Rocha de Souza (W52, Brasil, 58.11), Sara Rodrigues Accesor (W48, Brasil, 58.13) e Rosmary Peláez (W61, Colômbia, 58.58).

Eis os campeões sul-americanos master na marcha sobre 10 km:

Masculinos
M35: Leandro Martin Orellano (Argentina - 52.00);
M40: David Duque Schick (Chile - 54.24);
M45: Jerry Edson Da Costa (Brasil - 55.33);
M50: Rodrigo Cortes Villarroel (Chile - 57.02);
M55: Jose Manuel Aguilera (Argentina - 58.31);
M60: Oscar Ismael Ciappina (Argentina - 59.49);
M65: Silvestre Ponce Sagua (Peru - 1.02.55);
M70: Luis Jaime Rios Parrado (Bolívia - 1.02.38);

Femininos
W30: Anita Miselina Rico Miranda (Chile - 49.31);
W35: Elizangela Oliveira Portugal (Brasil - 1.06.03);
W40: María Eulalia Orellano (Argentina - 1.04.19);
W45: Sara Rodrigues Accesor Medeiros (Brasil - 58.13);
W50: Esmeralda Rocha de Souza Bagur Triay (Brasil - 58.11);
W55: Ana Maria Martinez Huenupe (Chile - 1.00.10);
W60: Rosmary Peláez Cardona (Colômbia - 58.58);
W65: Ester Del Pilar Pastene Ardiles (Chile - 1.09.26);
W70: Dora Angélica González Baquedano (Chile - 1.12.20);
W80: Elida Balcaza (Argentina - 1.23.45);

Classificações completas dos 10 km (9/11)
Masculinos
M35
1.º, Leandro Martin Orellano, M39 (Argentina), 52.00
M40
1.º, David Duque Schick, M43 (Chile), 54.24
2.º, Raynold Soliana, M41 (Curaçao *), 55.54
M45
1.º, Jerry Edson Da Costa, M48 (Brasil), 55.33
2.º, Elfried Laker, M49 (Curaçao *), 56.54
3.º, Edgardo Enrique Arias Orozco, M48 (Colômbia), 59.08
4.º, José Luis do Espirito Santo, M48 (Brasil), 1.02.25
5.º, Orestes Richardson, M46 (Curaçao *), 1.14.18
Desclassificado: Cesar Paolinelli Riquelma, M48 (Chile).
M50
1.º, Ignacio Valdemar Jimenez Solis, M52 (Austrália *), 48.49
2.º, Rodrigo Cortes Villarroel, M53 (Chile), 57.02
3.º, Roberto Juan Farias Vega, M52 (Argentina), 57.49
4.º, Carlos Isaac Rivero, M54 (Argentina), 58.46
5.º, Wagner Guayguasi Sanchez, M52 (Bolívia), 58.47
6.º, Marcelo Padilla, M53 (Argentina), 1.02.15
7.º, Gustavo Calderon, M53 (Argentina), 1.05.20
M55
1.º, William Van Heyningen, M58 (Curaçao *), 58.15
2.º, Jose Manuel Aguilera, M55 (Argentina), 58.31
3.º, Sherman Ferrero, M56 (Curaçao *), 59.16
4.º, Jorge Modesto Cueva Tejada, M58 (Peru), 1.02.33
5.º, Aldo Valenzuela, M57 (Argentina), 1.06.29
6.º, Salvador Catalogne Magdaleno, M55 (Uruguai), 1.07.40
Desclassificado: Nolberto Gerardo Acevedo Jofré, M55 (Chile).
M60
1.º, Oscar Ismael Ciappina, M61 (Argentina), 59.49
2.º, Juan Eulogio López, M60 (Argentina), 59.55
3.º, Juan Carlos Lopez, M62 (Argentina), 1.01.12
4.º, Luis Alberto Barrientos Inostroza, M64 (Chile), 1.20.45
Desclassificado: Luis Alberto Vera Vera, M63 (Chile).
M65
1.º, Jose Luis Lopez Camarena, M68 (México *), 49.40
2.º, Silvestre Ponce Sagua, M65 (Peru), 1.02.55
3.º, Rafael Henriquez Salazar, M67 (Chile), 1.03.43
4.º, Carlos Alberto Rodriguez Ochoa, M66 (Peru), 1.04.06
5.º, Carlos Andres Rodríguez Ramos, M68 (Peru), 1.05.23
6.º, Jjuan Ramón Muñoz Urtubia, M69 (Chile), 1.06.09
7.º, Josep Vinuesa Mendez, M69 (Argentina), 1.07.00
8.º, Juan Antonio Yanes Guzman, M68 (Venezuela), 1.08.54
9.º, Rigoberto Cerda Uribe, M68 (Chile), 1.09.51
M70
1.º, Luis Jaime Rios Parrado, M74 (Bolívia), 1.02.38
2.º, Silvio Esteban Battaia, M74 (Argentina), 1.03.39
3.º, Esteban Quelali Guancollo, M73 (Bolívia), 1.07.30
4.º, Eduardo Sepulveda Seaton, M70 (Chile), 1.14.01
5.º, Hector Jorge Cabrera Araya, M70 (Chile), 1.16.02
6.º, Edmundo Clodomiro Caro Martínez, M73 (Chile), 1.16.46
7.º, Nelson José Rodríguez Velarde, M72 (Peru), 1.17.31
M75
Desclassificado: Carlos Maldonado Castro, M78 (Chile).
M80
Desclassificado: Victor Leonel Caro Martinez, M82 (Chile).

Femininos
W30
1.ª, Anita Miselina Rico Miranda, W32 (Chile), 49.31
W35
1.ª, Elizangela Oliveira Portugal, W38 (Brasil), 1.06.03
2.ª, Vanesca Laker, W38 (Curaçao *), 1.07.44
W40
1.ª, María Eulalia Orellano, W44 (Argentina), 1.04.19
2.ª, Diana Maria Monsalve Pulgarin, W42 (Colômbia), 1.09.39
W45
1.ª, Sara Rodrigues Accesor Medeiros, W48 (Brasil), 58.13
2.ª, Claudina Carnovali Caresia, W46 (Argentina), 1.05.21
3.ª, Gladys Iñiguez De Calderon, W49 (Bolívia), 1.17.52
Desclassificada: Marisa Edith Suarez, W48 (Argentina).
W50
1.ª, Esmeralda Rocha de Souza Bagur Triay, W52 (Brasil), 58.11
2.ª, Nora Alejandra Battaia, W51 (Argentina), 1.00.08
3.ª, Elsa Marlene Pizarro Calderón, W53 (Chile), 1.01.23
4.ª, Maria Patricia Correa Velazquez, W53 (Colômbia), 1.02.48
5.ª, Ana Lía Alvarez, W50 (Argentina), 1.08.42
W55
1.ª, Ana Maria Martinez Huenupe, W55 (Chile), 1.00.10
2.ª, Olga Graciela Molina, W58 (Argentina), 1.08.45
3.ª, Margarita De Las Nieves Lassalle Bravo, W56 (Chile), 1.09.33
Desistente: Beatriz Yañez Aravena, W56 (Chile).
Desclassificada: Silvia Dell Anno, W59 (Argentina).
W60
1.ª, Rosmary Peláez Cardona, W61 (Colômbia), 58.58
2.ª, Rubiela Florez Manrique, W61 (Colômbia), 1.02.38
3.ª, Martha Elena Fernández, W63 (Argentina), 1.05.32
4.ª, Ema Arostica Carpio, W60 (Chile), 1.08.51
5.ª, Ediana Teixeira Caruso Cavallaro, W60 (Brasil), 1.15.11
Desistente: Isabel Almazan Vargas, W61 (Chile).
W65
1.ª, Aneke Middendorp, W66 (Curaçao *), 1.06.44
2.ª, Ester Del Pilar Pastene Ardiles, W67 (Chile), 1.09.26
3.ª, Ingrid Garrido Espinoza, W67 (Chile), 1.10.12
4.ª, Marta Carmen Arfuch Sequi, W69 (Argentina), 1.10.33
5.ª, Diana Maria Vargas De Murillo, W67 (Peru), 1.16.20
6.ª, Hortencia Castro Proboste, W69 (Chile), 1.19.14
W70
1.ª, Dora Angélica González Baquedano, W70 (Chile), 1.12.20
2.ª, Yolanda Suarez Herrera, W71 (Chile), 1.18.23
Desclassificada: Odilia Torres Tapia, W70 (Chile).
W80
1.ª, Elida Balcaza, W80 (Argentina), 1.23.45

*) Países a participar extra-competição.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Éider Arévalo, a figura de destaque nos Jogos Bolivarianos

Éider Arévalo no acendimento da pira dos Jogos Bolivarianos 2017.
Foto: Éider Arévalo. Montagem: O Marchador
O colombiano Éider Arévalo é o principal favorito à medalha de ouro na prova dos 20 km marcha dos XVIII Jogos Bolivarianos que iniciaram-se este sábado, dia 11, em Santa Marta, capital da província de Magdalena (Colômbia), prolongando-se até ao dia 25 do corrente.

Arévalo, campeão mundial dos 20 km marcha, foi o último portador da Tocha dos Jogos, convidado Comité Olímpico da Colômbia, preparando-se para participar na prova de marcha, que terá lugar no dia 22 (7:30 horas), onde também se realizarão os 50 km masculinos e a prova feminina de 20 km marcha (7:00 horas).

O campeão mundial, que inicia um novo ciclo olímpico com o objetivo centrado nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, espera alcançar na sua primeira participação nos Jogos Bolivarianos uma medalha de ouro. Na última edição, realizada em 2013, Erick Barrondo e Mirna Ortiz, ambos da Guatemala, venceram os 20 km e Andrés Chocho, do Equador, os 50 km.

Os Jogos Bolivarianos, que englobam 34 modalidades desportivas, foram criados em 1938 com o fim de homenagear Simón Bolívar, comemorando-se naquele ano o quarto centenário da fundação de Bogotá. Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Perú, Venezuela, São Salvador, República Dominicana e Paraguai são os países participantes.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

«A HEARTY NOMAD» no G.Prémio de Marcha das Galinheiras

Fotos: A Hearty Nomad.
Um fotógrafo «surpresa» presente no Grande Prémio de Marcha das Galinheiras (Alta de Lisboa, 11 Nov.) disparou inúmeras e belíssimas fotos que podem ser encontradas no «site» que dá pelo nome de «A HEARTY NOMAD».

Trata-se de uma original e muito interessante página web cujo autor é um recém-apaixonado pela marcha atlética, publicando fotos de eventos vários em que está presente, alguns deles palcos bem importantes do calendário internacional (Dudince, Podebrady, Naumburg, Corunha, Alytus, etc).

Ainda sobre a marcha das Galinheiras do passado sábado e as fotos de todas as provas do programa, se desejar partilhar uma dessas fotos nas redes sociais, retribua a simpatia do autor adicionando a respetiva «hastag».

Veja as fotos, aqui.

Recomendamos vivamente!

Leo Romero e Kristina Saltanovic vitoriosos no GP das Galinheiras

Kristina Saltanovic e Leo Romero, os vencedores, e as partidas
das provas de 5.000 m. Fotos: A Hearty Nomad
Montagem: O Marchador
Foram estrangeiras as vitórias individuais nas principais provas de 5.000 metros do regressado Grande Prémio de Marcha Atlética do Centro de Atletismo das Galinheiras, em 24.ª edição (16.ª légua e “Troféu Felicidade Rosa”), evento realizado no passado sábado (11 de Novembro) na pista da Alta de Lisboa.

Nos masculinos, com 23 participantes, Leo Romero, hondurenho ao serviço do clube basco Super Amara-Bidasoa Atletiko Taldea, já participante em anteriores edições (7.º em 2014 e 4.º em 2015), destacou-se logo após o tiro de partida para não mais ser alcançado, assegurando a sua primeira vitória no grande prémio e registando a marca de 21.54,2. As segunda e terceira posições absolutas foram conseguidas pelo sub-20 Paulo Martins, do Sporting CP, com 22.18,2, e por Cláudio Cotrim, da CP Alcanena, com 23.14,3. O espanhol Leonardo Toro, do CA Extremadura, foi o melhor dos veteranos e quarto classificado da geral, apesar de pertencer à categoria IV.

Nos femininos, a lituana Kristina Saltanovic, pela primeira vez a representar a Juventude Vidigalense, foi uma folgada vencedora absoluta (primeira sénior apesar de veterana W40), cortando a meta em 24.05,8. Ela somou a sua oitava vitória no evento (2007-08-09-10-12-13-14-17). Destaque para segunda classificada da geral, a ainda sub-18 Joana Pontes, do GA Casais Vento, com 25.23,5, e para a terceira, a veterana III Alexandra Lamas (45 anos), agora na ACR Senhora do Desterro, com 25.47,4. Participaram 15 atletas.

Uma nota para a participação em circunstâncias difíceis da atleta da casa Felicidade Rosa, ela própria homenageando o seu irmão Leandro, um ex-marchador falecido há dias num acidente de viação, a quem foi prestado um minuto de silêncio.

Referências ainda, de entre os mais jovens, para a sub-16 Catarina Torres (Núcleo SCP Setúbal, 15.01,3, 3.000 m), nos mais idosos, para Guilherme Jacinto, nascido em 1940 (CP Corroios, 18.34,6, 3.000 m), e, no desporto adaptado, para a participação da APPACDM Santarém, com 7 atletas.

Na classificação coletiva global, a primeira posição pertenceu ao GDS Domingos, com 112 pontos, seguido no pódio pelo CA Galinheiras (102) e CD Quarteira (98).

A organização do evento, que teve superior desempenho, contou com a participação de 89 atletas, número inferior ao registado em 2015 (126), de 24 coletividades e 9 distritos do país. Como curiosidade, o escalão mais participado foi o de infantis femininos, com 13 atletas, 9 das quais a pertencerem ao Centro Desportivo de Quarteira/Algarve.

Classificações completas:
5.000 m masculinos - geral
1.º, Leo Romero Iria, 1983 (Super Amara BAT/Espanha), 21.54,2 - 1.º, sénior
2.º, Paulo Abalada Martins, 1999 (Sporting CP), 22.18,2 - 1.º, sub-20
3.º, Cláudio Nunes Cotrim, 1996 (CP Alcanena), 23.14,3 - 2.º, sénior
4.º, Leonardo Toro Lopez, 1967 (CA Extremadura - Espanha), 23.20,0 - 1.º, vet IV
5.º, Luís Almeida da Silva, 1970 (Leiria Marcha Atlética), 23.46,6 - 3.º, sénior
6.º, Marco Pacheco Amaral, 1993 (CDC Juventude Ilha Verde), 23.53,8 - 4.º, sénior
7.º, Ricardo Rebocho Bernardino, 1999 (Sporting CP), 24.02,7 - 2.º, sub-20
8.º, Pedro Gomes dos Santos, 1992 (CCSJ Madeira), 24.11,4 - 5.º, sénior
9.º, André Mosca Antunes, 1997 (C Benfica Faro), 24.14,8 - 6.º, sénior
10.º, Sidney Monteiro dos Santos, 1999 (Sporting CP), 24.39,5 - 3.º, sub-20
11.º, Pedro Pacheco Amaral, 1997 (CDC Juventude Ilha Verde), 24.40,9 - 7.º, sénior
12.º, Alvaro Danta Duran, 1997 (CA Extremadura - Espanha), 24.59,0 - 8.º, sénior
13.º, Ricardo Jesus dos Santos, 1975 (GDP Chão Duro), 25.14,7 - 1.º, vet II
14.º, Henrique dos Santos, 1965 (GD Diana), 25.37,5 - 2.º, vet IV
15.º, Diogo Filipe Santos, 2000 (CP Corroios), 26.32,9 - 1.º, sub-18
16.º, Paulo Mendes Cunha, 1969 (GDS Domingos), 27.50,6 - 1.º, vet III
17.º, Paulo Moreira Ramos, 1969 (CA Galinheiras), 28.45,7 - 2.º, vet III
18.º, Ernesto Velando Amor, 1998 (CA Extremadura - Espanha), 29.08,3 - 4.º, sub-20
19.º, Carlos Henriques Paiva, 1969 (CA Galinheiras), 29.16,7 - 3.º, vet III
20.º, Alexandre Duarte Monteiro, 1966 (UA Povoense), 30.00,2 - 3.º, vet IV
21.º, Claudio Velando Castán, 1964 (CA Extremadura - Espanha), 30.29,6 - 4.º, vet IV
22.º, José Orlando Lopes, 1964 (CA Galinheiras), 31.55,6 - 5.º, vet IV
23.º, Gonçalo Benedito Rebelo, 1958 (GDS Domingos), 35.03,3 - 6.º, vet IV

5.000 m femininos - geral
1.ª, Kristina Saltanovic, 1975 (J Vidigalense), 24.05,8 - 1.ª, sénior
2.ª, Joana Simões Pontes, 2000 (GA Casais Vento), 25.23,5 - 1.ª, sub-18
3.ª, Alexandra Silvestre Lamas, 1972 (ACR Senhora do Desterro), 25.47,4 - 1.ª, vet III
4.ª, Catarina Nicolau dos Santos, 2001 (Sporting CP), 27.44,8 - 2.ª, sub-18
5.ª, Felicidade Pereira Rosa, 1979 (CA Galinheiras), 28.22,2 - 1.ª, vet I
6.ª, Andreia Santos dos Reis, 1999 (JO Monte Abraão), 30.01,8 - 1.ª, sub-20
7.ª, Maria de Fátima Costa, 1971 (CA Galinheiras), 30.09,9 - 2.ª, vet III
8.ª, Maria Orlete Mendes, 1951 (CA Galinheiras), 30.24,4 - 1.ª, vet IV
9.ª, Catarina da Silva Santos, 2000 (ACD Cotovia), 31.29,6 - 3.ª, sub-18
10.ª, Macarena Uriol Batuecas, 1960 (CA Extremadura - Espanha), 33.14,8 - 2.ª, vet IV
11.ª, Ana Pereira Macedo, 1972 (UA Povoense), 34.27,0 - 3.ª, vet III
12.ª, Teresa Cássio Poita Sousa, 1974 (GDS Domingos), 34.56,3 - 1.ª, vet II
13.ª, Maria Filomena Moura, 1957 (Grupo MC Jamor), 37.03,3 - 3.ª, vet IV
14.ª, Maria Teresa B. Medeiros, 1960 (GDS Domingos), 42.00,1 - 4.ª, vet IV
15.ª, Adelaide A. Maria A. V. Santos, 1970 (GDS Domingos), 42.23,8 - 4.ª, vet III

3.000 m masculinos - vet V e VI
1.º, Guilherme Teotónio Jacinto, 1940 (CP Corroios), 18.34,6 - 1.º, vet VI
2.º, Francisco Valente Mimoso, 1957 (CA Galinheiras), 18.38,3 - 1.º, vet V
3.º, Joaquim Nunes Leitão, 1956 (GDS Domingos), 19.17,7 - 2.º, vet V
4.º, José Gonçalves Henriques, 1939 (CA Galinheiras), 29.28,7 - 2.º, vet VI

3.000 m masculinos - sub-16
1.º, Joaquín Velando Amor, 2002 (CA Extremadura - Espanha), 16.03,4
2.º, Rafael Guerreiro Pereira, 2003 (CD Quarteira), 18.56,9
3.º, Gonçalo Rosa Pinto, 2002 (CA Galinheiras), 21.38,2

3.000 m femininos - sub-16
1.ª, Catarina Calado Torres, 2003 (Núcleo SCP Setúbal), 15.01,3
2.ª, Laura Vidal Lopez, 2002 (CA Extremadura - Espanha), 16.59,3
3.ª, Ana Catarina Nunes Costa, 2002 (GA Casais Vento), 17.41,1
4.ª, Marta Martinho Dias, 2003 (CD Quarteira), 21.20,9
5.ª, Paula Correia Melo, 2002 (GDS Domingos), 28.35,3

2.000 m masculinos - sub-14
1.º, Guilherme Santos Rodrigues, 2004 (Sporting CP), 11.28,9
2.º, Daniel Matias Domingos, 2004 (GDS Domingos), 12.02,3
3.º, Filipe Reis Fernandes, 2005 (CD Quarteira), 12.54,5
4.º, Gonçalo da Costa Martins, 2005 (CA Galinheiras), 13.03,3
5.º, Diogo da Silva Santos, 2005 (ACD Cotovia), 13.07,5

2.000 m femininos - sub-14
1.ª, Maria Gonçalves M. Pereira, 2005 (Núcleo SCP Setúbal), 10.54,6
2.ª, Irina da Costa Martins, 2004 (CA Galinheiras), 12.06,6
3.ª, Oriana Dionísio de Sousa, 2005 (CD Quarteira), 12.10,3
4.ª, Lara Fazenda Bernardo, 2004 (CD Quarteira), 12.41,0
5.ª, Mariana Simão Pardal, 2005 (CD Quarteira), 13.04,4
6.ª, Marta Borrego Lopez, 2005 (CD Quarteira), 13.06,0
7.ª, Genilza Cravid da Trindade, 2005 (CD Quarteira), 13.27,9
8.ª, Ana Carneiro Andrade, 2005 (CD Quarteira), 13.41,8
9.ª, Joana Coelho Morais, 2005 (CD Quarteira), 13.46,0
10.ª, Alexandra Corga Durão, 2005 (CD Quarteira), 14.17,4
11.ª, Valentina Cantea, 2004 (CA Galinheiras), 14.21,6
12.ª, Estefânia Isabel Rebelo, 2005 (GDS Domingos), 14.31,0
13.ª, Maria Pereira Vieira, 2005 (CD Quarteira), 15.36,5

1.000 m masculinos - sub-12
1.º, Santiago Silva Xavier, 2006 (Solar Leões de Almada), 5.48,9
2.º, João Fazenda Bernardo, 2006 (CD Quarteira), 6.09,4
3.º, Nelson Laranjeira Morgado, 2006 (GDS Domingos), 6.09,6
4.º, Pedro Poita Sousa, 2006 (GDS Domingos), 9.15,1

1.000 m femininos - sub-12
1.ª, Matilde Pinto Borges, 2006 (CD Quarteira), 5.58,6
2.ª, Inês Verónica Dantas, 2007 (CD Quarteira), 6.37,7
3.ª, Leandra Soares José, 2007 (GDS Domingos), 7.41,2

1.000 m masculinos - sub-10
1.º, Hugo Assis Filipe, 2009 (CD Quarteira), 6.38,8
2.º, António Tavares Gourgel, 2009 (GDS Domingos), 8.23,2

1.000 m femininos - sub-10
1.ª, Raquel Ribeiro Fernandes, 2008 (GDP Chão Duro), 6.26,0
2.ª, Carolina Vieira Braga, 2008 (GDS Domingos), 7.14,9
3.ª, Leonor Mateus Pereira, 2010 (GDS Domingos), 7.47,5
4.ª, Lara Viana Araújo, 2009 (CA Galinheiras), 7.47,9

2.000 m masculinos - desporto adaptado
1.º, Rogério da Silva Lopes, 1966 (APPACDM Santarém), 14.58,9
2.º, André Moura Silva, 1983 (APPACDM Santarém), 15.27,3
3.º, João Pedro Matos, 1978 (APPACDM Santarém), 21.16,8
DNF: Bruno Lopes Leitão, 1980 (APPACDM Santarém).

2.000 m femininos - desporto adaptado
1.ª, Ana Felício Borgas, 1976 (APPACDM Santarém), 15.04,7
2.ª, Maria Adelaide Mata, 1966 (APPACDM Santarém), 17.18,0
3.ª, Laura Poita Sousa, 1997 (GDS Domingos), 19.35,5
4.ª, Miquelina Paulo, 1959 (APPACDM Santarém), 20.16,3

Classificação coletiva:
1.º, GDS Domingos, 112 pontos
2.º, CA Galinheiras, 102 pontos
3.º, CD Quarteira, 98 pontos
4.º, CA Extremadura - Espanha, 55 p.; 5.º, Sporting CP, 46 p.; 6.º, GDP Chão Duro, 20 p.; 7.º, Núcleo SCP Setúbal, 20 p.; 8.º, CP Corroios, 20 p.; 9.º, GA Casais Vento, 18 p.; 10.º, UA Povoense, 16 p.; 11.º, ACD Cotovia, 14 p.; 12.º, CDC Juventude Ilha Verde, 11 p.; 13.º, ACR Senhora do Desterro, 10 p.; 13.º, Super Amara BAT/Espanha, 10 p.; 13.º, JO Monte Abraão, 10 p.; 13.º, J Vidigalense, 10 p.; 13.º, Solar Leões de Almada, 10 p.; 18.º, CP Alcanena, 9 p.; 18.º, GD Diana, 9 p.; 20.º, Grupo MC Jamor, 8 p.; 20.º, Leiria Marcha Atlética, 8 p.; 22.º, CCSJ Madeira, 6 p.; 23.º, C Benfica Faro, 5 p.; - APPACDM Santarém.

Colaboração: CA Galinheiras

domingo, 12 de novembro de 2017

Campeonato Argentino de sub-23 em Rosário, Santa Fé (resultados)

As provas de marcha e o pódio masculino em Rosário, Santa Fé.
Fotos: CATAMARCHA. Montagem: O Marchador
A pista do Estádio Municipal «Jorge Newbery» na cidade de Rosário, em Santa Fé, Argentina, que dista cerca de 300 km de Buenos Aires, recebeu nos dias 4 e 5 de Novembro os campeonatos nacionais de atletismo para atletas sub-23, numa organização da Asociación Rosarina de Atletismo.

Jonathan Juan Acevedo (FAM), com 45.52,22, e a sub-20 Brenda Rocio Palma Fernández (BA), com 53.58,62, evidenciando grande superioridade, sagraram-se campeões dos 10.000 metros marcha em pista.

Os pódios ficaram completos com Daniel Alex Moreyra (CAT, 53.24,99) e Pablo Agustin Guantay (SAL, 54.47,65), nos masculinos, e Fiorella Scalise (BA, 54.48,51) e Maria del Rosario Majda (FOR, 59.30,68), nos femininos.

O evento constituiu a primeira etapa de avaliação nacional para o Campeonato Sul-americano da categoria do próximo ano, que se realiza no país, em Córdova.

Classificações
10.000 m masculinos
1.º, Jonathan Juan Acevedo, 1997 (FAM), 45.52,22
2.º, Daniel Alex Moreyra, 1999 (CAT), 53.24,99
3.º, Pablo Agustin Guantay, 1999 (SAL), 54.47,65
4.º, Eleodoro Ramirez, 1999 (FOR), 59.06,59
5.º, Marcos Muller, 1997 (ER), 1.00.39,19

10.000 m femininos
1.ª, Brenda Rocio Palma Fernández, 2000 (BA), 53.58,62
2.ª, Fiorella Scalise, 2001 (BA), 54.48,51
3.ª, Maria del Rosario Majda, 2000 (FOR), 59.30,68
4.ª, Milagros Medina, 1996 (TUC), 1.00.45,30
5.ª, Eleonora Bustos, 1996 (BA), 1.11.54,10